(55) 3028.6888 | (51) 3723.1502

Blog

Novidades e conteúdo exclusivo sobre saúde ambiental.

O expurgo de grãos é um tratamento de defesa. O objetivo é controlar pragas que possam comprometer o produto estocado. Dessa forma, a mercadoria não perde valor comercial e permanece própria para consumo.

Esse procedimento pode ser realizado em armazéns e silos. Porém, também ocorre nos próprios locais de transporte, como vagões de trens e porões de navios. Isso evita que a carga seja remanejada para outros ambientes, diminuindo ainda mais as chances de quebra.

Por que realizar o expurgo de grãos em navios

O trabalho, também conhecido como fumigação, impede que pragas exóticas cheguem ao país de destino. Ou seja, é recomendado tanto para exportadores de grãos quanto para indústrias que importem insumos. Trata-se de uma medida de segurança para garantir que insetos de fora, sem predadores naturais, destruam as lavouras locais.

O expurgo pode ser feito tanto no material recém-colhido, infestado no campo, quanto na massa estocada. Por isso, não há problema que seja realizado nos meios de transporte – até porque a própria embarcação pode conter exemplares de besouros e traças, que danificam os alimentos.

O importante é seguir as medidas de segurança determinadas pelos órgãos responsáveis. Os espaços graneleiros têm de ser vedados com lona específica. A área deve ser evacuada durante a aplicação do produto. Já a equipe responsável pelo serviço precisa utilizar Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

O tratamento é fiscalizado por diferentes entidades. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO, na sigla em inglês) estabelecem normativas para o manejo correto das substâncias químicas.

Quem deve realizar o expurgo de grãos

Atualmente, o método mais eficaz para controlar pragas em grãos é o uso da fosfina. Em doses controladas, esse gás elimina os insetos sem comprometer a carga. Cereais, sementes e seus subprodutos mantêm qualidade, sabor e coloração inalterados.

Entretanto, não se pode esquecer que a substância é um químico. Por isso, todas as normas de segurança devem ser seguidas à risca, de maneira que não haja danos ao meio ambiente ou às pessoas envolvidas no processo.

É por esse motivo que o expurgo de grãos deve ser conduzido por uma empresa especializada. A Desinservice conta com profissionais capacitados, material de ótima procedência e autorização dos órgãos competentes.

Entre em contato conosco e saiba como proteger sua produção agrícola. Atendemos em todo o Rio Grande do Sul. Fones: (55) 3028.6888 / (51) 3723.1502.