(55) 3028.6888 | (51) 3723.1502

Blog

Novidades e conteúdo exclusivo sobre saúde ambiental.

Esta época do ano favorece o surgimento de doenças de outono. As alergias e infecções respiratórias são mais comuns em lugares fechados, com grande concentração de gente. Escritórios e hotéis costumam ter elementos agravantes: carpete, ar-condicionado e pouca iluminação natural, por exemplo.

Principais doenças de outono e suas causas

As oscilações de temperatura, comuns à estação, favorecem a baixa na imunidade. Assim, vírus e bactérias se manifestem no hospedeiro. Quando a pessoa chega ao trabalho, então, os micro-organismos encontram condições para proliferarem-se rapidamente.

A climatização artificial deixa o ar mais seco. Com isso, as mucosas do indivíduo ressecam, o que diminui secreções que contêm anticorpos. Abre-se espaço para inflamações desencadeadas pelos patógenos que estão no ambiente.

Espaços corporativos também são o hábitat ideal para ácaros. Essas criaturas se encontram em tapetes, cortinas e almofadas. Alimentam-se de fragmentos de pele humana, multiplicando-se em pouco tempo. Seus dejetos se dispersam na poeira e, em sujeitos mais sensíveis, causam alergias respiratórias.

Em resumo, a receita para as doenças de outono é uma mistura de salas fechadas, baixa ventilação e acúmulo de sujeira. O resultado pode ser:

Amigdalite: é a inflamação das amígdalas. Causa febre alta, dores no corpo e dificuldade para engolir.

Faringite: além dos sintomas acima, caracteriza-se pela coceira na garganta. Atinge o conduto que liga a boca à laringe.

Laringite: causa inchaço nas pregas vocais. Pode haver rouquidão e perda de voz.

Sinusite: afeta os seios da face. Deixa o nariz trancado e dolorido, com secreção e coriza.

Rinite: inflama as mucosas do nariz. Os sintomas são espirros, obstrução das vias respiratórias, febre baixa e coceira na região.

Bronquite: a inflamação dos brônquios impede a passagem de ar até os pulmões. Dores no peito, tosse seca e fadiga são sinais característicos.

Essas enfermidades podem ter origem viral ou bacteriana, dependendo do caso. O tratamento medicamentoso deve ser prescrito por um médico.

Como evitar alergias no outono

A principal recomendação aos pacientes é manter o corpo hidratado. Isso ajuda a driblar as condições adversas do clima seco. Porém, umidificadores de ar não são indicados. O uso prolongado provoca o aumento da população de fungos e ácaros.

Utilize luz natural, pois a incidência do sol tem ação antibacteriana. Sempre que possível, abra as janelas para uma melhor ventilação, também.

A higienização dos cômodos é outro ponto importante. No entanto, apenas pano úmido e aspirador de pó não eliminam por completo os alérgenos do ambiente. Por isso, deve-se investir em procedimentos de sanitização. Os serviços da Desinservice atendem a normas de segurança ambiental, garantindo qualidade de vida à equipe.

Entre em contato conosco e solicite um orçamento. Atendemos em todo o Rio Grande do Sul. Fones: (55) 3028.6888 / (51) 3723.1502.