(55) 3028.6888 | (51) 3723.1502 | (55) 99905.3373

Blog

Novidades e conteúdo exclusivo sobre saúde ambiental.

A importância do arroz para a economia do Rio Grande do Sul é indiscutível. O estado, um dos maiores produtores brasileiros do grão, registrou uma safra de 8.474.392 toneladas em 2018. A produtividade também aumentou, acompanhando a tendência dos últimos anos.

Segundo o Instituto Riograndense do Arroz (Irga), os bons números são resultado de um melhor manejo nas lavouras, além de condições climáticas excepcionais. E tudo isso acontece num período em que a área cultivada diminuiu.

Ou seja, investir no cereal tem se tornado mais rentável para as propriedades rurais. É preciso relativamente pouco espaço para colher um produto de alta qualidade.

Importância nutricional do arroz

A demanda por arroz continua garantida. Trata-se de um dos alimentos mais consumidos no mundo (junto com a batata, o leite, o trigo e o milho). Embora o forte esteja nos países asiáticos, onde a domesticação do grão ocorreu há mais tempo, a culinária latino-americana também dá destaque a esse ingrediente.

Países como Colômbia e Peru possuem receitas populares com arroz. No Brasil, a combinação com feijão tornou-se um prato característico da identidade nacional. Não poderia ser diferente: esses vegetais garantiram a subsistência de colonizadores e escravos, na época da dominação portuguesa. É uma herança histórica – e muito nutritiva, também.

Cabe ao arroz, um carboidrato, fornecer energia ao corpo humano. Ele contém amido, que controla a glicemia no sangue e ajuda a prevenir o diabetes. Já as fibras e as vitaminas estão presentes na casca. Por isso, a variedade integral funciona melhor para regular o intestino, garantir saciedade e reduzir a absorção de gordura do corpo.

Falando nisso, os produtos preparados com arroz vêm substituindo farináceos à base de trigo. Como não têm glúten, são a salvação de celíacos e de pessoas que estejam em dietas restritivas.

Como evitar pragas no arroz

Agora que você sabe um pouco mais sobre a importância do arroz, lembre-se de tomar os devidos cuidados para preservar sua produção. As orientações são da Embrapa.

Após a colheita, o cereal pode ser armazenado em sacarias. Nesse caso, certifique-se de que haja boa circulação de ar nas pilhas.

Para quantidades maiores, recomenda-se o uso de silos ou armazéns graneleiros. O teor de umidade deve ser regulado conforme a temperatura ambiente. Desse modo, o conteúdo estocado durante um ano não apresentará alterações significativas de odor e sabor.

Atente, ainda, para os ataques de pragas, pois besouros e traças podem causar quebras. Além da limpeza dos locais de armazenagem, a Embrapa indica o expurgo de grãos (fumigação), técnica que usa fosfina para afastar parasitas sem danificar os alimentos.

A Desinservice possui uma equipe treinada para realizar o serviço de acordo com todas as normas estabelecidas pelos órgãos competentes. Entre em contato conosco e solicite um orçamento para expurgo de grãos e limpeza de unidades armazenadoras.  Fones: (55) 3028.6888 / (51) 3723.1502. Atendemos em todo o Rio Grande do Sul.

Orçamentos para Controle de Pragas, Sanitização e Higienização de Reservatórios