Blog

Novidades e conteúdo exclusivo sobre saúde ambiental.

Hoje estamos aqui para falar da relação entre controle de pragas e responsabilidade ambiental. Algumas pessoas acreditam que essas duas áreas não andam juntas, já que, para eliminar infestações, é preciso recorrer a inseticidas. Porém, o serviço profissional de desinsetização/dedetização existe justamente para evitar prejuízos à natureza. Fique conosco e confira os detalhes.

Superpopulação de pragas é um perigo à saúde pública

Os insetos cumprem papéis importantes nas florestas. Diferentes espécies ajudam a fertilizar o solo e a polinizar as plantas, entre outras funções. Ainda, eles servem de comida para criaturas maiores, como anfíbios e pássaros, o que mantém a cadeia alimentar em equilíbrio.

Só que essa situação muda nas cidades. Em meio aos prédios e ao asfalto, a incidência de predadores naturais é muito menor. Desse modo, as colônias de insetos conseguem se proliferar desordenadamente, dando origem a verdadeiras superpopulações de mosquitos, formigas e baratas.

A questão é que essas criaturas podem carregar microrganismos nocivos à saúde humana. O mosquito Aedes aegypti, por exemplo, é vetor de transmissão para vírus como os da dengue, zika e da febre chikungunya. Já as formigas e as baratas transportam bactérias de um local para outro, tornando-se um perigo para a contaminação de ambientes.

Infográfico grátis - Previna-se da Dengue

É por isso que esses sinantrópicos –  nome dado aos seres que coexistem com a espécie humana – são considerados pragas urbanas. Sem o controle, pode haver desequilíbrio ambiental.

Vale lembrar que a ameaça também assombra o campo. As pragas agrícolas destroem lavouras e comprometem a qualidade de plantações inteiras. A quebra diminui a produtividade, o que acaba elevando o preço do produto que chega à mesa dos brasileiros. Por isso, produtores rurais devem, igualmente, encontrar soluções para afastar os insetos.

Saiba mais: Superbactérias são um alerta para a sanitização de ambientes

Controle integrado de pragas ajuda a evitar infestações

O controle integrado de pragas serve para garantir que os seres indesejados permaneçam longe. Não se trata de um extermínio de animais, pura e simplesmente. É um conjunto de medidas adotadas para evitar a invasão de insetos em lugares onde haja grande concentração de pessoas.

Esse esforço contínuo envolve poder público, empresários e a população em geral. Cada cidadão deve fazer sua parte para diminuir a incidência de infestações na zona urbana. Alguns dos cuidados incluem:

– Remover entulhos que estejam acumulados em pátios, terrenos baldios e outros locais ao ar livre;

– Armazenar o lixo em contêineres ou latões fechados;

– Instalar grades de proteção em bueiros e ralos, impedindo que as criaturas migrem do esgoto para o interior das edificações;

– Manter cozinhas, despensas e depósitos sempre limpos;

– Não deixar água parada em calhas, vasos de plantas e demais recipientes.

Essas e outras atitudes que listamos aqui estão relacionadas aos chamados quatro As do controle de pragas: acesso, abrigo, alimento e água. Tais elementos favorecem a sobrevivência dos intrusos, mas, sem eles, os problemas se reduzem.

Pense bem. Se as baratas não conseguem sair pelo ralo, elas não têm acesso à cozinha. Agora, caso alguma cascuda consiga ultrapassar as barreiras físicas, é importante que ela se depare com um território limpo, sem migalhas de alimentos. Assim, ela não terá comida, então dificilmente se instalará ali.

Em resumo, a limpeza de ruas, residências e estabelecimentos comerciais é um dos grandes aliados do manejo integrado de pragas. O uso de inseticidas químicos torna-se uma solução complementar. No entanto, para garantir a segurança ambiental, é necessário recorrer a profissionais.

Saiba mais: Entenda os 4 As do controle de pragas

Desinsetização deve utilizar substâncias autorizadas pela Anvisa

Os venenos adquiridos em supermercados têm ação paliativa. Eles matam apenas alguns insetos adultos e espantam o resto da colônia. Como os ovos e as larvas permanecem no local, a infestação continua.

Aí, alguns consumidores acabam recorrendo a doses mais fortes da substância. Além de ineficaz, isso pode causar intoxicações.

Em vez de inseticidas comuns, as empresas imunizadoras utilizam domissanitários. São produtos de uso restrito, autorizados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Somente equipes licenciadas podem empregá-los no controle de pragas.

Os domissanitários são eficazes porque agem na origem da infestação. Eles eliminam insetos em qualquer estágio reprodutivo – ovo, larva, pupa ou criatura adulta. Em acréscimo, deixam um efeito residual na área, espantando novos intrusos.

Contudo, essas substâncias podem ser muito tóxicas ao ser humano. Para evitar complicações, recomendam-se boas práticas nos procedimentos de desinsetização – chamados popularmente de dedetização. Os cuidados incluem o isolamento do perímetro, o uso de equipamentos de proteção individual e o manejo de inseticida na quantidade adequada, sem superdosagens.

Quando o controle de pragas é realizado da maneira correta, o serviço não representa risco ao meio ambiente. Isso porque os domissanitários são biodegradáveis, ou seja, não se acumulam na natureza.

Claro que o sucesso da operação depende da competência técnica dos profissionais. Portanto, o segredo para uma desinsetização eficiente está na contratação da equipe certa.

Saiba mais: Consequências do uso incorreto de inseticidas

Como realizar a dedetização com segurança

Antes de contratar uma empresa de dedetização, verifique se ela possui as devidas licenças para operar legalmente. No Rio Grande do Sul, o órgão que regulamenta e fiscaliza a atividade é a Fundação Estadual de Proteção Ambiental Henrique Luiz Roessler (Fepam).

Depois disso, confira se a equipe oferece garantia do serviço. Às vezes, pode acontecer de alguns insetos sobreviverem à ação do domissanitário. Nesses casos, os profissionais devem retornar ao local e tomar as providências cabíveis sem cobrar adicional pela visita.

A reputação da marca também conta pontos na hora de avaliar uma imunizadora. Você pode acessar sites de atendimento ao consumidor, como o Reclame Aqui, para pesquisar possíveis queixas de clientes antigos.

Manual de Recomendações - Desinservice

A Desinservice conta com colaboradores altamente qualificados para o controle integrado de pragas. Nossos profissionais passam por cursos de capacitação e seguem as melhores práticas do mercado. Assim, atingimos a excelência dos serviços, sempre zelando pelo bem-estar das pessoas e pela preservação do meio ambiente.

Não deixe que baratas, formigas e mosquitos causem um desequilíbrio ambiental no seu bairro. Chame nossa equipe!

A garantia para o controle de insetos é de quatro meses, com assistência técnica durante todo o período. Entre em contato conosco e solicite um orçamento. Fones: (55) 3028.6888 / (51) 3723.1502. Atendemos em todo o Rio Grande do Sul.

Orçamentos para Controle de Pragas, Sanitização e Higienização de Reservatórios