(55) 3028.6888 | (51) 3723.1502 | (55) 99905.3373

Blog

Novidades e conteúdo exclusivo sobre saúde ambiental.

Limpar a caixa d’água é uma medida importante para evitar doenças e garantir a integridade do equipamento. No entanto, esse trabalho não pode ser conduzido por qualquer amador. A seguir, esclarecemos as principais dúvidas sobre o assunto. Confira!

Por que limpar a caixa d’água?

O principal motivo é bastante óbvio: eliminar a sujeira. Com o tempo, o reservatório vai acumulando incrustações escuras, formadas por material biológico. Elas podem causar mau cheiro, entupir a tubulação e deteriorar o recipiente.

Outro risco é a proliferação de germes e bactérias. O uso de água contaminada para cozinhar ou tomar banho está associado a diversas doenças.

Quando deve ocorrer a manutenção dos reservatórios de água?

Sempre que necessário. Segundo a resolução RDC nº 216, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, as caixas d’água devem estar livres de rachaduras, infiltrações e vazamentos. O texto diz respeito a empresas do setor alimentício, mas essas boas práticas se estendem a outros ramos de atividade.

Portanto, recomendam-se vistorias periódicas que assegurem a integridade do equipamento. Lembre-se: sem tampa, os reservatórios tornam-se possíveis criadouros do Aedes aegypti, mosquito que transmite dengue, zika, chikungunya e febre amarela.

Qual a frequência ideal para a limpeza da caixa d’água?

Ainda de acordo com a Anvisa, a periodicidade mínima para a higienização do reservatório é de uma vez a cada seis meses. Contudo, conforme a intensidade do uso, pode ser preciso que o serviço se realize em intervalos ainda menores. Na dúvida, consulte um técnico capacitado.

Quem deve realizar a higienização do reservatório?

Uma equipe especializada. Isso porque a simples limpeza com esponja não é o bastante para completar a desinfecção bacteriológica do ambiente. Os profissionais utilizam substâncias específicas, autorizadas pelos órgãos de saúde do país. Além disso, contam com aparatos de proteção individual.

Como é feito o processo de higienização?

O procedimento de limpeza e higienização de caixas d’água consiste em três etapas. Primeiro, há o esvaziamento dos reservatórios. Em seguida, a equipe efetua o enxague e a desinfecção bacteriológica com materiais específicos. Por fim, ocorre a reposição de água potável no recipiente.

Como evitar o desperdício de água, durante o esvaziamento?

Os serviços de manutenção costumam acontecer com data e hora marcadas. Alguns dias antes, feche os registros para interromper a entrada de água da rua. Desse modo, no momento da limpeza, o nível do reservatório estará abaixo dos 20 cm de altura.

Numa empresa ou num condomínio residencial, deve-se avisar o público interno previamente quanto à realização do procedimento. Assim, todos podem se programar.

Quais outros cuidados tomar?

Enquanto ocorre a limpeza da caixa d’água, é importante não abrir torneiras nem acionar descargas. Isso impede a entrada de ar nos canos.

Após o procedimento, deve-se aguardar cerca de 30 minutos. Tanto o abastecimento quanto o consumo poderão, então, ser normalizados.

higienização de reservatórios é um serviço oferecido pela Desinservice. Entre em contato conosco e solicite um orçamento! Fones: (55) 3028.6888 / (51) 3723.1502. Atendemos em todo o Rio Grande do Sul.

Orçamentos para Controle de Pragas, Sanitização e Higienização de Reservatórios