Blog Desinservice

Novidades e conteúdo exclusivo sobre saúde ambiental.

Todos os anos, os cupins chegam em revoadas e já vão causando estragos: assim que perdem as asas, procuram um ninho para começar a infestação. E o pior: você só percebe a presença deles quando a situação já está muito avançada. Confira estas informações e saiba como eliminar os cupins!

Quais os tipos de cupins?

Na natureza, existem mais de 2.000 espécies de cupim, e eles têm papel no meio ambiente, como aerar o solo. Porém, no meio urbano, algumas espécies se tornaram mais comuns e a falta de predadores fez com que se tornassem um problema sério.

A seguir, conheça os dois tipos de cupim mais comuns:

Cupim de madeira seca (Cryptotermes brevis)

O mais conhecido, já deve ter destruído algum móvel na sua casa.


cupim de madeira seca

Saiba mais: Cupins Alados: a revoada do prejuízo

MODO DE ATAQUE: 

Em geral, eles se instalam em peças de madeira, sendo muito comuns em telhados, batentes e móveis. Criam colônias e fazem galerias na madeira para seguir em busca de mais alimento.

PREFERÊNCIAS: 

Gosta muito de madeiras macias, como o pinho, mas, em caso de necessidade, ataca madeiras nobres também. Outros alvos são materiais à base de celulose, como papel, papelão, tecidos e até o gesso.

PONTO-FORTE: 

Infelizmente, é um perigo invisível: as colônias começam com um macho e uma fêmea e, deles, surgem milhares de cupins. O problema só fica visível com a destruição avançada, quando já se torna difícil eliminar toda a colônia com os produtos mais comuns.

COMO IDENTIFICAR: 

Mais cedo ou mais tarde, você vai perceber aqueles resíduos de cupim, especialmente embaixo de móveis de madeira, dentro de armários e junto aos batentes de portas. Isso significa que eles já estão instalados e causaram prejuízo.

Cupim de solo (Coptotermes gestroi)

Acredite, este bichinho é capaz de infestar um prédio mesmo antes de estar pronto.


cupim de solo

MODO DE ATAQUE: 

Por necessitarem de umidade, formam colônias subterrâneas profundas, tornando difícil sua detecção. Formam galerias nas fundações, paredes e tubulações, mas a colônia permanece no solo, ou seja, tratar apenas a madeira não resolve a infestação.

PREFERÊNCIAS: 

Materiais a base de celulose, couro, papel, madeira, concreto e até redes elétricas. Pode atacar a fundação de um prédio ainda no canteiro de obras, prejudicando a edificação.

PONTOS-FORTES: 

Alto poder de destruição: como o cupim de solo precisa sair do ninho para buscar alimentos, a destruição se espalha até ser detectada e eliminada.

Dificuldade de eliminar a infestação: tratar a madeira não é suficiente. É necessária a investigação técnica para localizar o cupinzeiro e aplicar o tratamento diretamente sobre ele, além de aplicar barreiras químicas em pontos estratégicos do solo.

COMO IDENTIFICAR: 

No solo, você vai perceber “rolinhos” de terra, que eles extraem ao cavar o ninho. Este é apenas lar da colônia, pois a partir daí eles saem a procura de alimentos, destruindo o que tiver pelo caminho para facilitar sua circulação.

COMO ELIMINAR os cupins? 

Certamente, todo mundo quer se livrar desse problemão, mas a solução DEFINITIVA não é tão simples!

Infelizmente, os inseticidas vendidos no varejo e receitas caseiras para eliminar cupins não são eficazes, pois tratam apenas uma pequena área no momento da aplicação, não chegando no núcleo da colônia! Outra desvantagem é que eles também não criam uma barreira protetora na casa e nos móveis para evitar novas infestações.

Então, como fazer para acabar com os cupins de uma vez por todas?

Assim que você perceber os sinais da presença de cupim, não gaste dinheiro com produtos que não vão dar resultado: procure a Desinservice para uma avaliação técnica da situação e tratamento profissional.

Apenas um profissional qualificado pode descobrir onde estão as colônias, qual sua extensão e volume e quais técnicas serão combinadas para eliminar a praga.

Para escolher a imunizadora, pesquise sobre ela:

  • inicialmente, confira de se a empresa tem licença da Fundação Estadual de Proteção Ambiental Henrique Luiz Roessler (Fepam), órgão que atesta que a empresa está operando de forma legalizada e de acordo com as condições exigidas; 
  • além disso, desconfie de orçamentos abaixo da média, já que um serviço de qualidade exige uma equipe em constante treinamento e produtos de qualidade; 
  • exija garantia do serviço, pois, dependendo da infestação, o controle de pragas pode precisar ser reforçado pela equipe técnica.

SAIBA MAIS: como escolher a dedetizadora certa

Confie seu patrimônio à Desinservice, que pertence a um grupo com mais de 30 anos de experiência no ramo de controle de pragas. Nossos colaboradores passam por capacitações constantes e seguem todas as normas de segurança ambiental.

Nosso serviço de descupinização possui função curativa, para eliminar infestações, e preventiva, evitando que novos insetos atinjam as estruturas. Oferecemos um ano de garantia, período em que oferecemos assistência técnica completa. Atuamos em residências, indústrias e no comércio de bens e serviços.

Você quer se livrar de vez dessas criaturas? Então, entre em contato conosco e solicite um orçamento para o controle de cupins e brocas. Fones: (55) 3028.6888 / (51) 3723.1502. Atendemos em todo o Rio Grande do Sul.

Orçamentos para Controle de Pragas, Sanitização e Higienização de Reservatórios