(55) 3028.6888 | (51) 3723.1502 | (55) 99905.3373

Blog

Novidades e conteúdo exclusivo sobre saúde ambiental.

Mau cheiro vindo do ralo? Talvez seja hora de recorrer ao esgotamento de fossa. Esse procedimento consiste na limpeza do recipiente, evitando danos materiais e até contaminação. Preste atenção às próximas dicas: muitas pessoas não conhecem a frequência ideal para a realização do serviço.

Como funciona a fossa séptica

A fossa séptica é um sistema importante para o tratamento primário do esgoto. Sem ela, os dejetos iriam direto para a natureza.

Não só residências rurais, mas também casas em zonas urbanas recorrem a esse mecanismo, cujo funcionamento é bastante simples. Trata-se de um tanque, instalado sob o solo, que recebe todos os rejeitos que passam pelo encanamento do imóvel.

Ali, acontece a decantação. A parte sólida segue para o fundo do reservatório, enquanto os líquidos permanecem acima e são liberados na rede de esgoto.

Com o tempo, o material pesado vai se acumulando na fossa, deixando pouco espaço para que ocorra o processo de decantação. Nesse ponto, corre-se o risco de haver entupimento nos canos. Você nota que algo está errado quando a água demora a escoar pelo ralo da pia, ou quando o vaso sanitário “devolve” o conteúdo após a descarga.

Em situações extremas, há o transbordamento da fossa séptica. Esse é um problema grave. A matéria orgânica em decomposição apresenta alta quantidade de microrganismos, como bactérias e fungos. Os agentes patógenos podem contaminar o solo e transmitir doenças, tanto a humanos quanto a animais domésticos.

Além disso, o acúmulo de rejeitos causa outras complicações. O odor, desagradável para nosso olfato, atrai pragas urbanas. Ratos e baratas são algumas das criaturas que adoram sujeira. As cascudas, inclusive, comem fezes. Imagine quantas delas uma única residência é capaz de alimentar.

Quando realizar o esgotamento de fossa

Para evitar maiores transtornos, indica-se a limpeza preventiva da fossa. O ideal é recorrer ao esgotamento a cada três meses, de modo que o nível de sólidos permaneça sempre baixo.

A Desinservice oferece um serviço qualificado, com uma potente bomba de auto vácuo para o transporte de resíduos líquidos, pastosos e granulados. Após o procedimento, armazenamos e transportamos os dejetos até os locais determinados pela Vigilância Sanitária. Assim, não há risco de contaminação do ambiente.

Nossas operações são licenciadas pelos principais órgãos reguladores: Fundação Estadual de Proteção Ambiental Henrique Luiz Roessler (Fepam), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan).

Entre em contato conosco e solicite um orçamento para higienização de fossas e caixas de gordura. Fones: (55) 3028.6888 / (51) 3723.1502. Atendemos em todo o Rio Grande do Sul.

Orçamentos para Controle de Pragas, Sanitização e Higienização de Reservatórios