Blog Desinservice

Novidades e conteúdo exclusivo sobre saúde ambiental.

Se você busca por dedetização de baratas já deve saber que livrar-se delas pode ser um processo lento e difícil. Você já se perguntou por qual razão elas sempre insistem em aparecer em maior número durante a noite? porque é tão comum a presença de baratas e animais indesejáveis em áreas comuns como condomínios e garagens? Ou, por que é tão difícil exterminá-las?

Ao contrário do que muitos pensam, combater as baratas exige conhecimento acerca delas. Para acabar de vez com essas inimigas da higiene é preciso entender o seu acesso, onde elas se abrigam e do que se alimentam. Aqui vamos abordar todas estas informações e, ainda, explicar como acabar com uma das espécies mais comuns de baratas, aquelas conhecidas por “baratas francesinhas” (barata germânica), as quais se propagam rapidamente.

Biologia da Barata: As espécies de baratas mais comuns no Brasil.

Pragas urbanas são espécies de insetos ou animais que infestam cidades e que podem provocar danos à nossa saúde por picarem, morder, danificar alimentos e objetos e podendo ainda transmitir doenças ao ser humano.

Ao contrário do que tendemos a pensar, somente algumas espécies de baratas são consideradas pragas urbanas. As mais comuns no Brasil são:

Barata de esgoto ou americana

Tamanho: 5 cm de comprimento (em média).
Cor: corpo marrom e cabeça amarelada.
Reino: Animalia

A barata de esgoto, conforme o próprio nome sugere, pode ser encontrada não somente em esgotos, mas também em lixos. É extremamente comum também de propagar-se em caixas de gorduras. Seu tamanho é grande e possuem asas, o grande motivo do pavor quando nos deparamos com uma dessa dentro de nossas casas. São conhecidas popularmente também por baratas voadoras.

As baratas voadoras são insetos onívoros, por isso, comem qualquer coisa, mas são principalmente atraídas por doces, alimentos bastantes gordurosos, sangue, excrementos, carnes de animal e outros. Mas, não pense que por manter um ambiente sempre limpo e bem higienizado você se verá livre da companhia de uma delas, pois uma curiosidade infeliz é que elas podem viver uma semana sem beber e até um mês sem comer.

O habitat destas baratas são, em sua maior parte, as tubulações, encanamentos, lixo e caixas de gordura.

Barata francesinha, germânicas ou alemã

Tamanho: 1 a 5 cm de comprimento.
Cor: castanho-claro com 2 faixas escuras no corpo.

A barata francesinha é extremamente comum de se localizarem em restaurantes ou qualquer lugar onde se manuseiam alimentos. Por possuir uma capacidade de se adaptar a qualquer ambiente, seu controle é extremamente difícil, ao passo que sua proliferação é extremamente fácil. O uso de inseticidas não é suficiente para essas baratas. Seu efeito pode até ser momentâneo, mas não controla ou extermina. Há necessidade extrema de dedetização profissional o quanto antes, para melhores resultados, rápidos e eficazes.

As francesinhas se alimentam por proteínas, açúcar, amido e gordura. Quando não existe alimento, podem se alimentar de objetos encontrados no ambiente como sabão e cola. Em alguns casos extremos, podem ter comportamento canibal, se alimentando de sua própria espécie. Por se alimentar de outros alimentos, elas são bem comuns em restaurantes e cozinhas, por isso também, podem ser chamadas de “baratas de cozinha”.

As baratas germânicas, em sua maioria, habitam em cozinhas, mas também em banheiros e/ou lugares mais quentes e úmidos. Buracos espalhados pelas paredes e no chão são as principais habitações de baratas francesinhas. Quando estão nesses locais, elas costumam viver uma média de 200 dias. Assim, em se tratando dessas baratinhas é necessário ficar atento aos pequenos espaços que ficam entre as cerâmicas, principalmente da cozinha onde o ambiente é úmido.

É imensamente comum saírem de esgotos, frestas, rodapés, interruptores de luz, atrás de azulejos mal assentados ou qualquer outro ambiente ao abrigo da luz e que não ofereça exposição.

Mas afinal, qual é o maior causador da propagação de baratas?

As baratas são uns dos insetos mais tenazes e resistentes do planeta. Quando você ouve falar que são pré-históricas, pode acreditar! Desde a época dos dinossauros elas colonizaram todos os ambientes habitáveis que puderam encontrar. Então, é comum encontra-las em qualquer lugar. Acredite!

Ainda que se reproduzam o ano inteiro, é principalmente na primavera e no verão que temos mais “encontros” com esses insetos.

Entretanto, o maior causador da propagação de baratas e insetos indesejáveis são os próprios hábitos das pessoas. Não necessariamente maus hábitos, mas fatores do dia a dia que fazem parte da rotina de nós seres humanos, como, por exemplo: produzir lixo orgânico como restos de comida, plantas murchas, animais em decomposição, entre outros. Mas, ainda há salvação para esse problema. É possível definir alguns costumes para reduzir os riscos da proliferação das baratas voadoras e francesinhas, como:

  • Limpeza do ambiente: é importante sempre manter sua casa limpa e higienizada, além das áreas comuns em condomínios, para evitar e afluência das baratas. Evitar acúmulo de poeira nos cantos, varrer, passar pano e lavar os ambientes é uma ótima forma de dispersar as baratas;
  • Vedação do lixo: é impossível não produzir lixo, mas uma boa vedação de latas de lixo, lixeiras, ou caixas de entulho são ótimos aliados para evitar que as baratas transitem pelo lixo, impedindo o seu acesso;
  • Proteção em ralos e tubulações e telas em janelas;
  • Descarte de objetos não utilizados em casa ou no trabalho: o acúmulo de papéis, objetos inutilizados, sacos e afins são chamamentos para as indesejáveis baratas, já que elas também podem se alimentar de papéis, por exemplo;
  • Tampe todos os buracos, na parede ou no chão, que possam servir como criadouros: as baratas francesinhas se abrigam em buracos, então sem a presença deles fica menos fácil de ocorrer sua proliferação;
  • Lixo acumulado: não é novidade que essa praga urbana tende a se multiplicar nos ambientes, seja ele higienizado ou não, principalmente, com acúmulo de lixo;

Mas, atenção! Sempre que existe uma infestação de insetos na sua casa ou no seu apartamento, isto é: um descontrole do aparecimento desses animais, você deve procurar um dedetizador especializado para esses locais.

Como realizar a dedetização caseira de baratas com segurança?

Que é de extrema importância que a limpeza da casa esteja em dia você já sabe! Uma casa com lixo acumulado, restos de alimentos, embalagens e bebidas sobre o chão, mesa, pias e balcões, papéis em desuso são ótimos chamativos para as baratas. As sujeiras são as maiores causas para que essas pragas apareçam. Então, manter a limpeza e a higiene é o primeiro passo primordial para evitar o seu aparecimento. Mas, se, mesmo assim, você ainda tem de lidar com essas pequenas baratas, vamos a algumas dicas que você pode aplicar por conta própria:

  • Limpe a sua casa/corredores com desinfetantes;
  • Varra ou aspire os locais onde se costumam fazer refeições, sem deixar nenhum vestígio para trás, tirando todas as migalhas e restos. Lembre-se de que comidas em geral são atrativos por serem a maior fonte de alimentação das baratas;
  • Um dos métodos muito utilizados para eliminar as baratas germânicas e de esgoto, é o uso de ácido bórico. Esse ingrediente é conhecido mundialmente por ajudar a combater esses insetos, achados com muita facilidade em farmácias locais. Para fazer uso do ácido, polvilhe em toda a casa, em especial por lugares que são mais propícios para o aparecimento das baratas germânicas, como: cantos de móveis, embaixo das pias, embaixo do fogão, armários, caixotes e ao redor da geladeira. Mas, é de suma importância o cuidado no manuseio deste produto, pois ele é tóxico para os animais e para nós humanos também, por isso, não polvilhe o ácido perto de locais onde há realização e preparação de refeições;
  • As iscas em gel são muito usadas para combater barata germânica e você mesmo pode manusear e aplicar este produto em janelas, nos móveis e pias, rachaduras na parede e perto dos encanamentos do banheiro. Eles possuem uma substância que as atraem e depois matam ela e o ninho;
  • As iscas caseiras também podem ser uma opção e podem ser feitas com ácido bórico, folhas de louro, bicarbonato de sódio, açúcar, eucalipto e alecrim. Todos esses ingredientes farão com que as baratas germânicas sejam eliminadas ou fujam por cheiros fortes que não as agradam.

Qual é o momento ideal para contratar uma dedetização profissional?

Se você ainda sim tem de lidar com as indesejáveis baratas, é momento de se considerar a contratação de um serviço mais especializado para acabar de vez com esse tormento!

O verão é quando as pessoas mais fazem uso dos espaços de lazer e, em condomínios, das áreas comuns. Mas, infelizmente, também é a estação do ano em que as indesejáveis baratas mais se proliferam. O ideal é manter os cuidados com essas áreas o ano todo. Dessa forma, sua residência estará sempre resguardada contra casos potenciais de infestação, por exemplo.

Após uma boa higienização dos ambientes, dos apartamentos, lixeiras e áreas de lazer em comum atrelados aos itens (listados acima) para reduzir os riscos da proliferação das baratas, a primeira escolha é utilizar um inseticida adequado para o controle e prevenção das baratas. O uso de inseticidas é adequado somente para casos isolados do aparecimento desse tipo de anima. Quando identificada a presença desses animais em excesso, quando se multiplicam rapidamente, quando já fizeram ninho se instalando em alguma área, a recomendação é acionar uma empresa de controle de pragas urbanas para eliminar ou diminuir o problema.

Dessa forma, é importante manter um contrato de prestação de serviços com uma empresa dedetizadora para nunca ter de lidar com o caos de ter uma infestação desses insetos. E, no verão, a atenção especial à higienização e a contratação de uma empresa de dedetização é indispensável.

Saiba mais: Indestrutíveis? Saiba por que acabar com baratas é tão difícil

Dedetização de baratas francesinhas/germânica: como funciona?

Sim, fique tranquilo! Apesar de serem uma praga e não parecer ter mais solução quando elas se instalam, existe SIM solução para eliminar essas terríveis baratas francesinhas! Alguns métodos para a dedetização e exterminação desta praga urbana são:

  • Dedetização de baratas francesinhas com pó químico: este método funciona com a aplicação de um pó químico em áreas onde as baratas constroem seus habitas, como: conduítes elétricos, motor de geladeiras e freezers, espaços obstruídos, buracos etc;
  • Dedetização de baratas francesinhas com micro pulverização de calda inseticida: neste método, é pulverizado o produto dedetizador na toda área, matando os insetos que já se instalaram no local, com isso, é formado uma camada que protege contra novos insetos;
  • Dedetização baratas francesinhas com aplicação de gelticida: a aplicação de gelticida é o produto dedetizador em forma de gel, podendo ser esse produto inodoro e antialérgico. Ele é aplicado nos lugares estratégicos, onde eles estão se proliferando e em locais de possível infestação, como em: armários, cozinha, dormitórios, quartos, frestas etc;

Embora haja diversos métodos eficazes para o saliento deste problema, vale sempre avaliar sua necessidade para ter certeza da melhor alternativa para as finanças e para a boa conservação dos espaços tratados.

Preço da dedetização de baratas: como saber se estou pagando um preço justo pelo serviço prestado?

As empresas de dedetização são as opções ideias para quando você já tentou de tudo em casa e as baratas insistem em dividir o mesmo espaço que o seu ou se nem sonha na possibilidade disso acontecer um dia e faz de tudo para evitar esta praga urbana! Mas, antes de se deixar ser vencido pelo nojo ou medo, é preciso pesquisar bastante. Vale ressaltar que, para condomínios, ao efetuar qualquer contratação que impacte nas finanças, o síndico deve explanar a decisão em uma assembleia de constituintes.

Após tomar a decisão de que há necessidade de fazer adesão de uma equipe especializada em dedetização, são necessários alguns cuidados para assegurar-se que estão pagando o preço justo pelo serviço prestado. Confira:

  • Licença de funcionamento da Vigilância Sanitária (seja estadual ou municipal): é de extrema importância se certificar de que a empresa que optou por fazer a dedetização seja regularizada pela lei;
  • Certificar-se que a empresa possui um responsável técnico: é necessário que um biólogo, engenheiro agrônomo, engenheiro florestal, médico veterinário, químico ou farmacêutico faça parte do quadro de funcionários da empresa;
  • A empresa precisa estar registrada no conselho profissional do responsável técnico;
  • Atente-se ao CNPJ: É necessário ser uma empresa cadastrada, caso haja algum problema futuro com o serviço;
  • Sustentabilidade: é importante ter a certeza de que a empresa trabalha com o conceito de sustentabilidade;
  • Fique atento ao orçamento feito pela empresa: A empresa deve orçar um valor fechado pelo serviço, e não cobrar por litro de pesticida, por exemplo;
  • Cheque referências com amigos ou conhecidos que já tenham contratado um serviço prestado pela empresa em questão para saber se os preços estão em harmonia;
  • Um ponto positivo para economizar é manter um contrato anual de manutenção com o prestador de serviço. Um pacote de cuidados ao longo do ano pode custar até 30% mais em conta do que pagar pelos mesmos serviços de maneira avulsa;
  • É necessário levar em conta o tamanho da região onde se deseja fazer a dedetização: quanto maior a área, maior o valor será cobrado.

Após essas valiosas dicas, basta avaliar a sua necessidade e escolher o melhor e mais eficaz método para o tamanho da sua necessidade. Quer saber mais? Entre em contato conosco e solicite um orçamento para controle de insetos. Fones: (55) 3028-6888 / (51) 3723-1502. Whatsapp: (55) 99905-3373. Atendemos em todo o Rio Grande do Sul.

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar por E-mail
  • Compartilhar no LinkedIn

Posts Relacionados